Subversa

Viagem | O Ladrão de Chapéus

Nota prévia: A coluna de hoje do Bomqueiroz faz parte de um conjunto de textos que o autor está preparando para a publicação.

Revista Subversa


Ilustração de Marilia Moser


Um elefante de cueca me disse, certa vez, enquanto coçava a tromba: o amor é um abscesso. Um revólver de espoleta grita na mão de um suicida: me atira, me atira! Vagões de trem dançam break em meio aos trilhos e uma garotinha singela arrota latitudes na parada do próximo foguete. Limpo as pernas da última caminhada. As faxinas são notas musicais asiáticas e as cambonas são latas de óleo ladras de calor. Um único passeio no zoológico basta para ter a certeza de que o piolho dos piolhos usa gel no cabelo. O maquinário da indústria conversa na surdina “ainda seremos funcionários públicos”. Metacapitalistas se amarguram por amarem demais o que não entendem,  posto que a matéria sonha em ser fumaça ou fuligem. Lambretas tomam banhos de açude onde lambaris usam óculos escuros. A neve cai na Paraíba. A paixão vestiu as calças para ir ao trabalho. Uma mochila descolada foi à aula sozinha e uma carteira vazia passou a noite na farra. Espermatozóides bêbados tropeçam no caminho. A viagem ao Alabama não vai sair. Um lacinho no cordão umbilical. Um úbere invisível. Ah, a Via Láctea!


BOMQUEIROZ é de Uruguaiana (RS, Brasil) e nasceu embaixo de uma bergamoteira. | BOMQUEIROZ@GMAIL.COM | ler MAIS TEXTOS do autor.

 

 

 

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367