Subversa

VOYEUR DE MIM MESMO | Anaximandro Amorim

 

Voyeur de mim mesmo

[No reflexo do seu

corpo-espelho é a mim

que me vejo]

 

Um ópio-recôncavo

volitivo de um convexo

 

[Porque a felicidade é

fugaz e meu

desejo-decidido

arde em mim

um todo desejo

de amar um amor

de iguais]

 


Anaximandro Amorim |Vitória, Brasil | Professor de língua francesa, escritor, licenciado em Letras-Francês e Mestrando em Estudos Literários pela Ufes.

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367