Subversa

Queda Livre | Henrique Silveira Zanin


Eu vou cair, meu amor
Haja vento ou calmaria
Um dilúvio ou aridez
Quando a hora chegar
Já que tanto insistes

Eu vou cair, meu amor
Seja sozinho ou contigo
Em uníssono ou em coro
Já que assim o desejou
Desde o primeiro gesto

E eu vou cair, meu amor
Primeiro, com receio
Em seguida, seguro
Quando a brisa me embalar
Como se corriqueiro fosse

Caio, sim, meu amor
Apenas pra subir novamente
Porque minhas sementes
Caem, se fixam e florescem
E me torno maior do que outrora fui

Então não te preocupes,
Amor meu
Porque estaremos bem
Após esse último
Adeus.


Henrique Silveira Zanin | São Paulo, Brasil

Sobre o Autor

2 Comentários

  1. Patrícia Siebra 17 de abril de 2019 em 15:09

    Espetacular!! Parabéns!!

  2. Teresa Chaves Silva 23 de abril de 2019 em 14:16

    Não sabia desse seu dom, migo! Parabéns!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367