Subversa

O Amor Fatal | Tais Naves (Nepomuceno, MG, Brasil)

Dedicado a Célia, uma pessoa especial.

CHUVA DE FLORES NEGRAS | @mariliamoser ACRÍLICA SOBRE TELA

CHUVA DE FLORES NEGRAS | @mariliamoser
ACRÍLICA SOBRE TELA


O relógio bate as horas marcando o momento em que minha alma se entregaria a tua
O relógio que bate as horas marcando a nossa convivência e confiança
Os anos que se passam: mais que segundos, minutos e horas, são anos somente ao teu lado
Belos anos! Belos! Belos!
O vento que tocou nos meus cabelos no momento em que me entregava de corpo e alma. Quando me vi entrelaçada ao destino inesperado. Acreditei em vão por anos num laço que não existia, pensei que esse era um lindo laço, mas na verdade era um nó
Levando palavras ao vento e fotos que viraram apenas papéis rasgados
Suas suspeitas eram incabíveis. Fui condena por ti por um crime que não cometi
Ah! Suas suspeitas intimando-me e assim acabar com o nosso amor
Oh dor, saia de mim agora!
Saia da minha vida!
Ah! Minha vida!
Era mentira que eu poderia confiar minha alma na eternidade contigo como prometido, foram apenas palavras ao vento
Amor! Essa palavra me dói, fere como lança no peito
Um rifle engatilhado preparado exato como alvo para acertar o meu peito já ensanguentado
Desejo forte de aliança jogada fora, anos, fotos, lembranças
Saio correndo sem destino no meio da mata com raiva, mágoa-Abro um buraco e enterro o passado, aliança que está no meu dedo fica ali. Levanto a cabeça, lágrimas ao cair, sem olhar para trás. Lembranças vão me atormentar, mas o rifle não me atingirá.

 


 TAIS NAVES sonha em ver o mar, deseja viajar para vários países, conhecer outras culturas, planeja fazer um centro educacional e centro de adoções para animais abandonados. Pretende escrever vários livros. E como a vida para ela é só o começo, afirma que há de sonhar isso e muito mais.

Marcado com:

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367