Subversa

Meus60anosdeboythatsoverbaby | Felipe Tedeschi


o relógio parou. o calendário rasgou. e o diário foi queimado. só me restou o agora. o instante após instante. uma fuga constante da lousa que se apaga. buscando as cortinas de um teatro que já não se abrem. a fumaça do cigarro marca os passos do meu pensar e se dissipa no ar. apesar do cinzeiro lotado

não me lembro quantos cigarros fumei e não sei quantos ainda faltam para fumar. os rostos nas fotografias se dissolveram e a bailarina da caixinha de música rodopia. enquanto trago uma dose de conhaque sinto o cheiro de terra molhada. mas hoje a mulher da previsão do tempo não foi trabalhar. estou preso nas possibilidades que um dia já me pareceram maiores. mas também não tenho certeza. a porteira está aberta. mas não me lembro quem vai chegar. ninguém nunca chega. estou completando um milésimo de segundo. será que alguém me fará uma festa surpresa? apesar das rugas não me lembro se sei andar de bicicleta e ainda não comecei pagar minha aposentadoria. no meu próximo aniversário não me dê mais presente.


Felipe Tedeschi | São Bernardo do Campo, Brasil

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367