Subversa

Metonímia | Gabriela Martins


Cais me aguarda.
Suplica versos brancos,
o cais.
Em meio ao mar
metonímico desse timbre autêntico
e desse olhar fantasioso,
abordo e permaneço
milhas e milhas distante
da terra firme.
Velejo em formato helicoidal,
caio e recaio diretamente
em mim; encontro-me
perdida e não só.


Gabriela Martins | Uberlândia, Brasil

Sobre o Autor

1 Comentário

  1. Nizizare Dragish 17 de novembro de 2019 em 16:35

    Completamente náufrago!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367