Subversa

Manhã de quinta-feira | Viviane de Oliveira


hoje acordei e vi passarinhos

 

de repente havia cores e cantos e algo de pueril

como a vida

 

preciso te dizer que os vi

acordei bem cedo e vi passarinhos e lembrei dela

da vida

tão pequena

e a um só tempo éramos uma de novo, como irmãs

 

não sei como ou por que

mas vi passarinhos e a manhã era outra e eu era outra com ela

mais pequena e mais simples

como uma formiga que torna tudo que vê gigante

que ouve todo som

como

oração.


Viviane de Oliveira| Recife, Brasil|  é uma historiadora e poeta pernambucana. Vê nos poemas um estrumento de construção do ser e uma forma de gritar silêncios. Publica seus poemas no Instagram @oquecalamos.

 

 

 

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367