Subversa

Lençol Vermelho | Samuel Dias (Muzambinho, MG, Brasil)

Ilustração: Marilia Moser

Ilustração: Marilia Moser


Todo dia eu sofro e mergulho em um vazio insincero
Ao saber que estarei longe de você meu peito emana uma luz frívola
O respingo de sangue em seu lençol
Um coração bate artificialmente

Acolhedor silencioso
Existe algum sentido ao estar ao seu lado com um sorriso vazio?
Amargas feridas se provam fúteis…
Deixe-me morder seus lábios até sangrarem

Amando uma curva de desejos
Se guiando por palavras errôneas
Por caminhos tortos e um sentimento vazio
O chá com sabor do amanhã hoje está sem sabor

Não deixe se enganar
A quem provar os próprios erros?
Nesta vida subterrânea não precisamos de luz
Ignore-me, reflita-me e insulte-me


SAMUEL H. DIAS | SAMUELHENDIA@GMAIL.COM

Marcado com:

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367