Subversa

Lágrimas mais quentes do mundo | Serena Franco


O horizonte se estende à frente
E te choro lágrimas das mais quentes
Das mais quentes do mundo
Mesmo o sol tão frio

Da goteira dos olhos
Olhos tão quentes quanto
Te choro lágrimas
fervendo

O horizonte se estende à frente
E o mar salgado me leva embora
Mesmo a maresia da tarde

O que me restou de mim
Se vem na espuma
Me torno água salgada
E escorro feito lágrimas

Naquela tarde quente
Na superfície vasta
Do seu rosto

O horizonte se estende à frente
E no meu rosto não sobram lágrimas

Mesmo na ausência dessas
Me afogo
Em teus olhos me naufrago

O horizonte se estende à frente
E hoje não sou eu que te choro
Na América do Sul
Uma enorme tempestade
Se forma

Ondas tão grandes castigam as rochas
Na costa do Pacífico


SERENA FRANCO | Brasília, Brasil

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367