Subversa

Interdito | Jessica Ziegler de Andrade

 

O apelo do corpo, imbróglio obscuro

trepida

 

O desejo constrói caminho no atalho

sem saída

 

O sentido penetrável do riso

esconde-se no risco

interdito

 

Sonhar tem um cheiro vivo

que só quem se masturba no escuro

decifra

 


Jessica Ziegler de Andrade |Rio de Janeiro, Brasil | autora de “O tanto que me habita” (Patuá, 2021), mestranda em Literaturas de Língua Inglesa (UERJ) e advogada graduada em Direito (UNIRIO). Compõe o conselho editorial da Revista Mallarmargens. Compartilha escrita e literatura no perfil do instagram @jzpoesia

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367