Subversa

“Incurável” e “Pós-M” | Lucas Luiz


Incurável

Certa vez quando brincava

com uma bolinha contra

a parede sem reboco

fui atacado por um grão.

 

Doença incurável –

viria descobrir há muito.

 

Meus olhos insistem

em germinar essa sobra

da infância.

 

Por isso a poesia:

sou incapaz de suportar

a perspectiva de

mundo arranhado.


PÓS-M.


I

Aqui estamos nós Truman’s

equilibrando-nos frame em frame

Aqui vai a multidão ávida

rosto impresso

em alvos: muros digitais

O new rupestre e seu prazo curtíssimo de validade

Quando em quando nos caberá o onírico

& o teu boom para lembrar:

Nem nos sabemos gente

II

Todos os caracteres, Truman, para que mesmo

todos os caracteres?

Todos ruirão.

Cupins bactérias vermes – um tango argentino?

(nada vence a imagem)

que há que há meu bom homem

é necessário o espetáculo libertino…


Lucas Luiz | Guararema, Brasil

 

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367