Subversa

Dente de Leão | Amanda Jacometi

 

Abri meu peito com as duas mãos

E você, cuidadosamente, colocou sal

E pimenta.

 

Ardeu um bocado, algumas lágrimas caíram.

Sempre tento me lembrar da sensação

Pra não me deixar mais cair.

 

Mas, lá estava eu, de novo,

Abrindo meu peito para você colocar sal e pimenta.

 

De certa forma, um ciclo de coisas.

Eu esperando e esquecendo

(Inclusive o número do seu apartamento)

E mais sal e pimenta.

 

Por que eu insisto em alimentar essa fome com sua poética de toques

Se tudo o que recebo é ferida e sal e pimenta?

 

Fico de frente ao mar, de peito aberto

Te procuro e você não está lá

(nem nunca esteve)

 

Permaneço.

 

O sal dentro de mim se mistura com o sal do oceano.

Encontro uma flor de vento

E o vento bate, às 5 da tarde, como um dia qualquer.

Pó, poeira e movimento

 

As pétalas da flor a levam pra longe…

Enquanto eu esqueço, de novo, o número do seu apartamento.


Amanda Jacometi | Rio de Janeiro, Brasil | é multiartista. Possui um trabalho que envolve interseções entre música, dança, escrita, artes visuais, tecnologia e performance art. Pesquisa memória de mulheres e silenciamentos, principalmente no meio artístico. | amandajacometi@gmail.com

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367