Subversa

Considerações sobre dois livros do escritor Wilson Guanais: “Em branco silêncio” e “A casca da casca (ou o lado de dentro)” | por Natanael Otávio


“White (Bianco)” (1952), Alberto Burri


Quando recebi “Em branco silêncio” e “A casca da casca (ou o lado de dentro)”, li de um só golpe os poemas curtos e profundos, que me tiraram do lugar comum (sua obra conduz o leitor a esse tipo de leitura que o faz sonhar, pensar e viajar na leitura). Fiquei tentando aproximar o meu pensamento do pensamento do autor e chegar o mais próximo possível de seu significado, pois o silêncio em branco é proposital para colocarmos o nosso silêncio e dar também significado aos textos.

Temos a presença da metalinguagem: ‘Pedra lascada / do instante / inútil absurdo / abstrato’ (p. 46) de “Em branco silêncio”. Presente também em “A casca da casca (ou o lado de dentro)”: ‘escrever sempre / é uma vontade / de beber / toda essa luz / que recebo liquida / por baixo da porta (p. 46).

O tempo, um dos temas mais trabalhado, chamou-me a atenção, como no poema “a Cérbero” (p.22) de “A casca da casca (ou o lado de dentro)”, como se o tempo se estruturasse num infinito, onde passado, presente e futuro têm o mesmo tamanho, a mesma importância. E em “Branco silêncio” no poema “Plural” temos uma alusão ao tempo como ‘uma pedra de afiar eternidades’. Nessa perspectiva, em ambas as obras, temos a volta para cidade natal, a infância com o avô, o presente no cotidiano de sua profissão, o apego pelos livros ocupando a casa toda, ocupando-o todo, o amor pelo filho, a preocupação com o futuro da natureza, vários textos construídos com trocadilhos originais e inteligentes, que contribuem para sua permanência em nossa memória.

No poema “Utilidade pública” diz o poeta que ‘:sonho sem tempero é realidade’ (p.79), concordo plenamente. E, para finalizar, deixo a descrição poética de um dos animais mais belos da natureza (do poema “Desenho”):

Tio
Como é
Um tigre?

: Dois
Dentes
Afiados e

Os outros
Também

O resto
É paisagem


Natanael Otávio

Sobre o Autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios estão sinalizados *

Entre em Contato

contato.subversa@gmail.com
Brasil: (+21) 98116 9177
Portugal: (+351) 91861 8367